Como aumentar o seu número de matrículas

Matrículas nos dias de hoje

Muitas são as preocupações das entidades de ensino quando o assunto é a busca de como aumentar o seu número de matrículas. Afinal, essas instituições estão no mercado encarando a concorrência como qualquer outro ramo de negócio.

O aumento dessa concorrência é latente e seu crescimento tem sido notado nos últimos tempos. A cada ano novas instituições de ensino iniciam suas atividades, o que aumenta o leque de escolha por parte dos pais e alunos que, na realidade, são clientes comuns.

Acrescenta-se, ainda, um importante item nessa situação que é a crise a qual o Brasil vive. Todos nós sabemos que uma crise costuma atrapalhar e muito o aumento de vendas e da receita. Ou seja, temos mais uma preocupação para cuidarmos.

Portanto, em tempos crise e de briga acirrada no mercado, vamos conhecer algumas dicas de como aumentar o número de matrículas em uma instituição de ensino.

Mas antes vale destacar que não é somente o aumento de matrículas que deve ser focado nesse caso, mas também a manutenção dos alunos já existentes. Essa tal concorrência leva ainda a esse fator.

Como aumentar o seu número de matrículas?

Separamos aqui algumas dicas para o sucesso relacionado a como aumentar o número de matrículas em uma instituição de ensino.

Mídias sociais

No mundo moderno é necessário que qualquer empresa, seja do ramo que for, possua um bom website e uma página ativa no facebook. As mídias sociais já deixaram de ser lazer e viraram negócio.

Os pais dos alunos já fazem parte da era digital. A primeira atitude deles será realizar pesquisas na internet em busca de informações sobre a melhor instituição de ensino. E o Google sempre tem respostas para qualquer pergunta.

Um bom site que ofereça todas as informações necessárias é essencial. O próprio site pode oferecer a opção de matrícula online. Se a venda não se concretizar por lá, o interessado deverá encontrar canais de comunicação como o e-mail, por exemplo, para tirar dúvidas.

Já a página no facebook deve estar sempre atualizada e mostrando as coisas boas daquela instituição. Mostre através das mídias sociais que seu negócio está preparado e é altamente profissional. Essa é a ferramenta do marketing mais poderosa dos tempos modernos.

Como aumentar o seu número de matrículas: Redes sociais.

Profissionais qualificados

Tenha em sua equipe profissionais altamente qualificados. Profissionais que recebam por parte da instituição treinamento especializado periodicamente. Profissionais que se sentem importantes geram resultados expressivos.

Não falamos apenas dos professores. Com certeza seu corpo docente precisa estar mais preparado que dos concorrentes. Os demais colaboradores precisam oferecer um serviço que faça aquela pessoa que vai desembolsar seu dinheiro se sentir bem amparado.

Ressalte as qualificações e experiências desses profissionais através das mídias sociais, de reuniões com os pais (se for o caso), de e-mails mensais ou até mesmo por periódicos impressos ou digitalizados como um jornal, por exemplo.

Ações pedagógicas extras

Ofereça muitos diferenciais ao seu futuro cliente. Alguns exemplos são aulões extras, reforços e videoaulas. E por que não um canal no Youtube?

Um canal no Youtube com aulas gravadas sobre assuntos diversos que se encaixem na necessidade visada pelo corpo docente. As pessoas conseguem ter um foco maior em vídeos do que em textos. Essa válvula de escape pode ser importante como atividade extra.

Esse conteúdo oferecido terá como base uma análise feita pelos professores sobre pontos fortes e fracos dos alunos. Mostre ao seu cliente seu diferencial em relação aos concorrentes. É mais um item importante de como aumentar o seu número de matrículas.

Parcerias

Mais um assunto para o marketing. O que, definitivamente, coloca o departamento de marketing como algo importante para se investir em sua campanha de aumentar o número de matrículas.

Voltando as parcerias, tenha empresas ao seu lado que ofereçam aos alunos e aos pais algo em troca. Parceria com alguma livraria que ofereça descontos em livros, alguma escola de idiomas que traga benefícios para as duas instituições e ao aluno.

Parcerias com empresas que possam beneficiar os alunos na procura de um trabalho ou estágio. No caso dos mais adultos, claro. Os marqueteiros profissionais são bons nessa tarefa.

Infraestrutura

Oferecer conforto e bem-estar aos alunos e aos pais é item obrigatório. A escola ou a universidade é uma espécie de segunda casa dos alunos. É nesse ambiente que eles estarão boas horas dos seus dias.

Uma boa infraestrutura deve apresentar um pátio ou um espaço para o intervalo de aula bem amplo e limpo. Salas de aula amplas, arejadas e com ótimas mesas e cadeiras para o conforto dos estudantes.

Um moderno laboratório de informática e uma biblioteca rica em títulos também devem ser levados em consideração como algo de extrema necessidade. Outra novidade no mercado são as lousas digitais, que podem agregar bastante no aumento da atenção do aluno na aula.

Não podemos esquecer de uma cantina que ofereça opções diversas de lanches. Afinal, muitos podem precisar fazer uma refeição dentro da escola ou faculdade. Quadras poliesportivas para uso do aluno também podem fazer parte da estrutura do local.

Todo prédio deve estar preparado para receber pessoas com deficiência física, sendo cadeirantes ou não. Rampas, elevadores, corrimãos e banheiros adaptados atendem aos alunos com diferentes dificuldades de locomoção.

Como aumentar o seu número de matrícula: Lousa digital.

Mantenha o que vem dando certo

Vimos, até o momento, importantes dicas de como aumentar o seu número de matrículas. Foram dicas novas e modernas, além de outras mais comuns, que podem ser atualizadas. No entanto, não devemos deixar de lado aquilo que vem dando certo ao longo dos anos.

Mantenha a direção daquilo que vem dando resultado para sua instituição de ensino. Se necessário, faça alguns ajustes que sejam latentes e aproveite para divulgar abertamente aos futuros clientes e aos clientes já existentes.

Mostre com números e com exemplos. Aproveite a primeira dica citada nesse artigo. Use as mídias sociais para isso. Use também todo o canal já disponível. Seja ele impresso ou eletrônico.

Se houver propagandas da instituição em jornais, revistas, canais de TV e internet, realce também esses exemplos que já fazem sucesso na escola. Se algo está realmente dando certo é porque você já tem uma história de sucesso o mercado.

As ideias não ficam por aqui. Caso você conheça alguma outra dica ou já tenha implantado algo em sua instituição de ensino, compartilhe sua opinião. Seu comentário é sempre bem-vindo e muito importante!

Melhore na escola: 12 dicas incríveis

Melhore na escola: 12 dicas incríveis para você melhorar seus estudos

Melhore na escola

Todos nós crescemos ouvindo a importância dos estudos para a nossa vida e realmente não há como argumentar contra este raciocínio, afinal é estudando que se constrói uma base sólida de conhecimento que será usada durante toda a vida. O estudo não só muda a vida de uma pessoa, mas também fortifica toda uma nação e sociedade.

É muito importante que um aluno busque sempre aumentar a sua qualidade de aprendizado para que possa acompanhar sempre da melhor maneira os estudos em seu ambiente escolar, além de mandar bem nas provas e não sofrer com a lição de casa.

Algo que devemos sempre lembrar é que o estudo amadurece a mente do estudante. E não é difícil entender por que acontece esse amadurecimento quando estudamos mais. Ao aprender novos fatos ou entender de forma íntegra acontecimentos históricos e políticos, avanços e novas descobertas científicas, entender sobre química e física, você passa a entender melhor tudo que acontece no mundo e ao seu redor.

Com o conhecimento as suas ideias mudam, os seus argumentos se fortalecem assim como suas convicções. Isso causa o amadurecimento da mente e da oratória, além de dar uma visão mais perspicaz e precisa da vida.

Além do amadurecimento pessoal, os estudos trazem a principal vantagem do amadurecimento acadêmico. Todos nós sabemos que para conseguir uma boa vaga de emprego ou conquistar um espaço melhor no mercado de trabalho é preciso ter um bom currículo e não há maneira de alcançar esse feito senão através do estudo.

Por que é importante aprender como melhorar os estudos

Às vezes acontece de alguém dizer para um aluno que ele precisa melhorar nos estudos e tudo o que esse aluno faz é passar a ler a matéria por mais vezes repetidas. Isso é um erro muito comum, ler é muito importante para adquirir conhecimento e ler sobre a matéria que está sendo estudada realmente ajuda muito, porém não é só assim que a pessoa consegue melhorar o seu aprendizado.

Muitos fatores contribuem, ou atrapalham, quando o assunto é um bom estudo. E muitos desses fatores vão além do estudo em si. É preciso saber como estudar de forma que potencialize a obtenção do conhecimento.

Muitas vezes a pessoa pode tentar se esforçar para melhorar nos estudos mas continua tendo atitudes que atrapalham nesse desenvolvimento. Dessa forma o rendimento do estudante não melhora e ele acaba tendo o pensamento errado de que a matéria é difícil demais para ele aprender.

Mas tomando as precauções indicadas, não haverá esse problema de achar que não é capaz de aprender. Ao estudar da maneira correta, o aluno melhorará muito o seu aprendizado e logo essa melhora começará a refletir nas provas.

Claro que a forma de aprender é algo pessoal, que muda de pessoa para pessoa, mas as dicas que daremos a seguir valem para qualquer pessoa que está em busca de melhorar o seu aprendizado.

12 dicas de como melhorar o estudo

Autoanálise

Se você pretende passar a dedicar mais horas ao estudo, primeiramente é importante tentar se conhecer para entender o seu ritmo de estudo. Existem diversos perfis de estudantes com características diferentes. Algumas pessoas têm mais facilidade de se concentrar enquanto ouve música, já outras preferem o silêncio total. Existem também pessoas que aprendem melhor sozinhas, já outras que aprendem melhor em grupos.

Para cada tipo de estudante há uma maneira de estudar, então faça uma autoanálise do seu estilo de estudo e do seu perfil. Após saber qual a melhor forma de estudar para você, tente aplicar as próximas à sua rotina de estudos.

Esteja sempre antenado

Uma dica muito importante para melhorar os seus estudos é estar por dentro de tudo que acontece no mundo e até mesmo fora dele. Muitas vezes assuntos diferentes se cruzam durante o estudo, por isso é importante ter conhecimento sobre tudo de uma forma geral.

Estar antenado para todas as novidades ajuda você a aprender de forma mais leve, não criando uma necessidade de ver tudo como apenas mais um novo assunto para estudar. Ao ler artigos curiosos na internet ou parar para ver uma reportagem sobre novos descobrimentos históricos e científicos você já estará aprendendo coisas novas que depois poderão ser úteis nos seus estudos.

Crie uma rotina de estudos

Fazer maratonas de 10 horas de estudo não é nada saudável, entretanto, estudar apenas 10 minutos por dia também não vai trazer resultados. É importante definir um horário de estudo que não seja de muito nem pouco tempo e manter-se fiel a esse horário estabelecido.

Para fixar tudo de forma melhor, é recomendável ter uma rotina de estudos definida. Ao estudar várias vezes sobre um assunto você vai fixando e aprendendo cada vez mais. O tempo de estudo indicado é de até duas horas, dando apenas pequenas pausas de até 15 minutos quando for necessário.

A melhor hora para estudar

Cada pessoa tem as suas próprias características físicas e psicológica, e os nossos relógios biológicos também são programados de formas diferentes. Nem sempre adaptar a nossa rotina à dos outros é a melhor opção.

Ao tentar fazer isso, o nosso corpo se esforça mais para absorver as informações e se cansa mais rápido, afetando a produtividade.

O melhor a fazer é criar a sua própria rotina de estudos. Comece a reparar nos horários em que você é mais produtivo e tente passar a estudar neles. Dessa forma você aumenta a sua eficiência e mantém o fluxo de energia por um período maior.

Fazendo isso você também conseguirá aumentar a sua concentração, fazendo com que você não se esqueça do que aprendeu.

Não estude demais

É comum pessoas que pegam para estudar e passaram horas e mais horas estudando. O termo “maratonar” também é usado para estudar e muitas vezes essas maratonas são feitas antes de provas importantes como vestibulares ou o Enem.

Por mais que possa parecer efetivo, evite ao máximo estudar por um tempo muito longo. O cérebro humano funciona como uma máquina e assim como uma máquina ele tem limitações. Já foi comprovado que o cérebro é capaz de armazenar informações até um certo ponto. E isso leva cerca de 2 a 3 horas de estudo, a partir disso ele não vai guardar mais informações com eficiência fazendo você desperdiçar tempo e esforço sem estar realmente aprendendo.

Mantenha sua rotina de estudos constante, lembrando que ficar horas demais estudando não vai ajudar e, sim, atrapalhar.

Faça mais do que apenas ler

Para a maioria das pessoas, apenas ler não é a melhor forma de guardar as informações contidas nos livros e cadernos. Escreva, faça resenhas ou até mesmo escreva a sua opinião sobre o que está sendo estudado.

Ao escrever ou resenhar sobre um assunto, o cérebro guarda de forma ainda mais fácil as informações contidas no material. Sempre mantenha um bloco de anotações ao seu lado com um lápis ou caneta para eventuais anotações e também parar fazer redações sobre o que está lendo.

Cuidado com os equipamentos eletrônicos

Na era atual sabemos como os jovens dificilmente ficam sem seus celulares. E eles são um dos principais perigos na hora de desviar a atenção. Tente evitar todo tipo de aparelho ligado perto de você, principalmente os que tem acesso à internet. Não tem como negar que somos facilmente distraídos por coisas como Facebook e outros aplicativos. Enquanto a internet pode ser uma forte aliada nos estudos, é importante não a transformar em vilã.

Em relação a ouvir música não há tantas contraindicações, mas se você é tipo de pessoa que se distrai facilmente com as letras das músicas, prefira estudar ouvindo músicas instrumentais. Aplicativos de músicas, como o Spotify, têm playlists próprias para concentração e estudos.

Não estude em meio a bagunça

Estudar em um ambiente agradável ajuda muito na concentração e por mais que a pessoa esteja habituada com o ambiente desarrumado, é impossível negar que a bagunça deixa tudo menos aconchegante.

Não só em questão de ambiente, mas ao estudar em um local bagunçado, você pode acabar tendo dificuldade para encontrar as suas coisas, perdendo tempo e parte do foco nos estudos. Tente manter ao menos o seu cantinho de estudos sempre limpo e organizado para que estudar seja uma experiência mais agradável.

Estude relaxado, mas não relaxe muito

É importante estar relaxado para estudar, estar em uma posição desconfortável não vai deixar que seu cérebro se concentre no estudo e na leitura, é importante estar em uma posição em que tudo com que seu corpo se preocupe é com a tarefa em questão.

Porém é preciso tomar muito cuidado com o quanto você vai ficar relaxado durante o estudo. Evite ficar deitado na cama pois relaxar demais pode aumentar o seu sono e também prejudicar a sua capacidade de aprender e até muitas vezes dormir enquanto lê.

Não estude na sua cama, tente estudar em um local confortável e de preferência em posição sentada.

Cuide da sua saúde

O nosso cérebro funciona bem quando o corpo está bem, por isso é fundamental manter uma boa qualidade de vida e um corpo saudável para evitar que o cérebro enfraqueça.

Durma o total indicado de oito horas por noite. Alimente-se bem, incluindo sempre frutas, legumes e verduras na dieta e pratique exercícios físicos diariamente. Isso não vai ajudar você apenas nos estudos, mas também vai melhorar a sua qualidade de vida de forma geral.

Evite o abuso de certas substâncias como café ou açúcar para se manter acordado. Se sentir necessidade de descansar, descanse um pouco e deixe para voltar às suas atividades depois. Às vezes uma soneca de 15 minutinhos já pode fazer toda a diferença.

Aproveite o máximo possível de sua aula

Muitas pessoas veem as aulas como apenas uma obrigação chata, porém elas são muito importantes e fazem toda a diferença. Use o tempo que você tem dentro da sala de aula para perguntar, esclarecer suas dúvidas, gerar novos questionamentos e argumentar com os colegas e com o professor.

A escola tem muito a nos oferecer, principalmente esse contato com outras pessoas também dispostas a aprender, por isso é bom usar o tempo dentro da instituição de ensino para aproveitar o máximo possível para aprender e tirar as suas dúvidas.

Crie um ritual pré-estudos

Antes de começar a sua sessão de estudos, crie uma rotina de coisas que sempre vai fazer antes de começar. Seja fazer um pequeno alongamento, seja comer alguma coisa, tomar um copo d’água, qualquer coisa que você decidir fazer.

Depois de algumas repetições desse ritual o seu cérebro vai começar a assimilar aquela ação com o ato de estudar e começará a se preparar de antemão, facilitando o aprendizado.

Siga essas preciosas dicas para ter um desempenho melhor nos estudos e tornar o ato de aprender algo muito além de uma simples obrigação. Você tem alguma dica para quem quer melhorar o desempenho nos estudos? Comente aqui e compartilhe e sua dica conosco.